USINA DA ALEGRIA PLANETÁRIA

O ESPAÇO | DESLOCAMENTO DO EIXO URBANO

A Usina da Alegria Planetária | UAP é uma plataforma de criação e pesquisa que, desde 2010, propõe a troca livre entre artistas com base na interdisciplinaridade, na experimentação de linguagens e na reinserção de materiais, indivíduos e seu entorno. Descentralizada geograficamente da grande São Paulo, está localizada a aproximadamente 40km da capital, na zona rural de Cotia, bairro Caputera, que faz divisa com Embu das Artes, numa região caracterizada pela escassez de equipamentos e atividades culturais.

A sede contribui com a sensibilização para o modo orgânico de viver e se relacionar com as pessoas, com o ambiente natural e seus ciclos. A estrutura física é composta pelo Ateliê Usina, um galpão-estúdio de 260m2 construído em formato de oficina integrada que permite o contato entre suas áreas criativas - ateliês de marcenaria, confecção e costura equipados com maquinário e ferramentas, espaço dinâmico para processos criativos, experimentos e apresentações - além de biblioteca, acervo de materiais para prática, camarim e cozinha. A construção, com acessibilidade universal garantida, privilegia a minimização dos impactos ambientais através da reinserção de materiais, captação de água da chuva, aproveitamento de luz natural e área externa reflorestada com espécies nativas. A estrutura também conta com dormitório coletivo para receber artistas e participantes das atividades programadas.

 

PLATAFORMA DE CRIAÇÃO

A Usina da Alegria Planetária funciona como um agente articulador para o desenvolvimento de práticas artísticas, oferecendo aos visitantes e participantes repertório estético, sensorial e técnico. Como um ateliê transdisciplinar, estimula a criatividade como uma experiência de liberdade. O espaço físico propõe aos artistas uma dinâmica de trabalho livre, deixando à mostra materiais, objetos e maquinários, a fim de propor novos processos de criação a partir de pesquisa experimental. Esta prática de trabalho construiu uma metodologia transdisciplinar que é aplicada em diferentes projetos, estimulando a expressão individual e seus riscos a favor de uma estética interessada na participação e no fazer coletivo. Nosso interesse se dá em promover um espaço de experimentação e discussão deslocado da cidade, onde a imersão junto à natureza possa oferecer alternativas à produção contemporânea.

O contato direto com a natureza e a redução de demandas externas presentes nas cidades estimula noções integrativas, conviviais e relacionais; assim como uma relação mais orgânica com o tempo redimensiona o fazer e o próprio processo criativo. O deslocamento de um olhar ‘sobre’ a natureza para o próprio ato de perceber-se como parte do todo, estimula a reflexão e revisão dos valores e a potencialização dos sentidos.

Vivenciar este modo de vida compartilhado entre artistas e não artistas permite recriar tradições através de experiências integradas ao cotidiano, criando ferramentas mais eficazes e apreendendo pontos de vista mais amplos sobre as transformações em curso no campo sociocultural, antropológico e ambiental. Assim, desde 2012, o Programa de Residência Artística da UAP recebe artistas brasileiros e estrangeiros para visitas, práticas compartilhadas e imersões, promovendo a interação entre o fazer e a construção de linguagem. Ainda, recebemos estudantes e aprendizes para dialogar com diferentes técnicas e materiais através de cursos e workshops, incentivando processos que nem sempre se ajustam às estruturas existentes e às configurações e fronteiras rígidas das áreas reconhecidas de expressão artística.

 

HISTÓRICO DE REALIZAÇÕES NO ESPAÇO

Além da produção individual, os artistas realizam práticas criativas coletivas no ateliê e desenvolvem projetos e processos de criação em cenografia, objetos, moda, indumentária, instalações, artes visuais e performance. Desde 2012, a sede recebe o programa de residências artísticas que acolhe profissionais de diversas áreas – fotografia, figurino, cenografia, direção, performance – e de diversos locais, como São Paulo, Florianópolis, Berlim, Nova York.

 

2017

 

PROJETO VISTA SUA EXISTÊNCIA - UAP (Programa com 06 residências artísticas e 12 Workshops nas áreas de Artes Cênicas e Visuais e 03 intervenções urbanas com imagens impressas no formato lambe-lambe e coladas nas cidades de Cotia, Embu das Artes e São Paulo. Aprovado no PROAC ESPAÇOS INDEPENDENTES |2016/17).

2016

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO OCUPAÇÃO LIVRE ACESSO | KABILA ARUANDA/ COLETIVO UAP (Cotia/SP). Performance e ensaios fotográficos.

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO OCUPAÇÃO DESLOCAMENTOS | KABILA ARUANDA/ COLETIVO UAP (Cotia/SP). Performance e ensaios fotográficos. Ação 1 no projeto OCUPAÇÃO, ação 2 realizar-se-á em Portugal em maio de 2017.

PERFORMANCES KASULO E VESTINDO O SAGRADO | UAP - Virada Cultural de São Paulo/ SESC Ipiranga, (São Paulo, SP).

PROJETO O GABINETE DOS DESINTERESSES E MEDIOCRIDADES | RENATO REBOUÇAS/ COLETIVO UAP. Projeto que reúne objetos, instalações arqueológicas e videoperformances. (Cotia, São Paulo)

 

EXPOSIÇÃO CARTAS AO PREFEITO – LIGIA NOBRE/ COLETIVO UAP e PIVÔ Arte e Pesquisa, S(São Paulo, SP).

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO CORPOS INERTES | ANDREA LAVEZZARO (Berlim, ALE) |– Performance e ensaios fotográficos.

 

EXPOSIÇÃO RUGBY – Instalação Cenográfica. Esporte e Determinação, SESC Belenzinho, (São Paulo, SP).

 

2015

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO TEATRO DE NARRADORES & COMUNIDADE DE REFUGIADOS HAITIANOS: Filmagem CURTA METRAGEM TERRA / Espetáculo Teatral CIDADE VODU. Processo de criação. (Cotia, SP).

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO TERAPIA DA IMAGEM|UAP: Realização e produção de performances, ensaios fotográficos, e intervenção urbana com LAMBE-LAMBES instalados em sete cidades (São Paulo, Lisboa, Manchester, Londres, Paris, Berlim e Genebra).

 

PERFORMANCE-RITUAL COSMOCOULER ET FUREUR (Cosmocores e Fúria)| EXPOSIÇÃO LA BÊTE ET L’ADVERSITÉ. Pesquisa e processo de criação: Kabila Aruanda, Clarissa Alcantara /Coletivo UAP: Museu de Arte Contemporânea de Genebra (Suíça).

 

PERFORMANCE BURNING MAN, de Bukuritós Aruanda, Kabila Aruanda e Andrea Lavezzaro. Usina da Alegria Planetária, (Cotia, SP).

 

EXPOSIÇÃO DECIFRANDO ENIGMAS: MARCOS REY – HERÓI DOS PAULISTANOS. Instalação Cenográfica. Sesc Consolação, (São Paulo, SP).

 

2014

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO TERAPIA DA IMAGEM| ANDREA LAVEZZARO/UAP 2a edição. Instalações cenográficas, ensaios fotográficos e performances. (Berlim, São Paulo)

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO TEATRO DE NARRADORES. Pesquisa e processo de criação teatral: José Fernando Azevedo. (Cotia, SP).

 

PROJETO CURTA METRAGEM ALINE | KABILA ARUANDA/ UAP –– Locação, filmagem e direção, a partir de argumento da poetisa Negra Anastácia, em edição, previsão de estreia para 2017. (Cotia, SP).

 

PERFORMANCE EU SOU O QUE EU REZO PRA MIM, de Bukuritós Aruanda/UAP. (Cotia, SP).

 

EXPOSIÇÃO O CUMPADRE DE OGUM/ SERIGRAFIAS DE CARYBÉ, Expografia. SESC Bom Retiro, (São Paulo, SP).

 

EXPOSIÇÃO CIRCO DA GENTE. Instalação cenográfica, produção artesanal de indumentária e objetos e direção de arte. Sesc Santo André. (Santo André, São Paulo).

 

EXPOSIÇÃO PANOS DO BRASIL, curadoria Renato Imbroisi e Sonia Kiss. Instalação cenográfica. Sesc Bom Retiro. (São Paulo, SP).

 

2013

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO AS YABÁS | SANDRA ALVES. Ensaios fotográficos e produção de objetos. (Florianópolis/SC).

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO A BOA LOUKURA | ADRIANA AZENHA E SIMONE DONATELLI (São Paulo): Ensaios fotográficos e vídeos a partir de poesia da Negra Anastácia e direção de Kabila Aruanda. (Cotia, SP).

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO TERAPIA DA IMAGEM | ANDREA LAVEZZARO/UAP: Instalações cenográficas, ensaios fotográficos e performances. (Berlim, São Paulo)

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO A RODA DO MUNDO GIRA | ARIANNE VITALE/UAP: Realização do projeto com ensaio fotográfico de Simone Donatelli. (São Paulo/Berlim)

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PERFORMANCE VISTA SUA EXISTÊNCIA: de Bukuritós Aruanda/ Coletivo UAP. (Cotia, SP).

 

EXPOSIÇÃO LÁ E CÁ: OS LIVROS VIAJANTES: Instalação cenográfica – exposição de ilustradores portugueses contemporâneos, SESC Santo André, SESC Bom Retiro, SESC Campinas e SESC Santos, SP.

 

2012

 

PROGRAMA PERMANENTE DE RESIDÊNCIA ARTÍSTICA UAP | ABERTURA (Cotia, SP).

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA PROJETO A RODA DO MUNDO GIRA | ARIANNE VITALE. Criação do projeto. (São Paulo/Berlim)

 

PROJETO FORM LABORATORY|  LES JOYNES (EUA) & KABILA ARUANDA (BRASIL): Processo criativo e concepção do projeto na UAP; performances, instalação de esculturas e residência temporária no Museu Brasileiro de Escultura/ MUBE;

 

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA LONGAMETRAGEM RENDAS NO AR | VAGALUZES FILMES/ UAP: Processo compartilhado de criação de cenografia, figurinos e preparação de atores. (Florianópolis, São Paulo)

 

PROJETO MÓVELMONSTER | ATELIÊ PERMANENTE |  - série de móveis, luminárias e utilitários (re)criados a partir de

diversos materiais com funções inusitadas. Ateliê Usina, Cotia/SP;2012

Intervenção urbana CAMINHO, realizada em pontos de ônibus da Estrada Real/MG;

 

EXPOSIÇÃO MIXTO QUENTE | INSTALAÇÃO OCUPAÇÃO QUINTAL: CASADALAPA. (São Paulo, SP)

 

DIREÇÃO DE ARTE | UAP/RENATO BOLELLI REBOUÇAS

A PULGA DO ARQUITETO - Espetáculo infantil da Cia. Linhas Aéreas. Direção de Débora Dubois. Teatro Alfa, São Paulo. Indicado ao Prêmio FEMSA de melhor Cenário; IL VIAGGIO - Espetáculo a partir de roteiro inédito de Federico Fellini. SESC Bom Retiro- São Paulo; ROUPA RITUAL – projeto performático com criação e uso de peças têxteis em intervenções artísticas. (São Paulo, SP).

2011

 

DIREÇÃO DE ARTE | UAP/RENATO BOLELLI REBOUÇAS| TEATRO/CINEMA:

ÓPERA DOS VIVOS – espetáculo em 4 atos da Cia do Latão, direção de Sérgio de Carvalho. CCBB/RJ e SESC Belenzinho e Teatro de Arena. (São Paulo, SP) (Rio de Janeiro, RJ)

RENDAS NO AR - Vencedor do Edital Catarinense de Cinema 2009,

filmado na ilha de Anhatomirim/SC, Produção associada e direção de arte para o longa-metragem (estreiou em 2013). (Florianópolis, SC)

OS RITMOS DA VIDA - Teatro de Movimento/Amsterdã - Direção da holandesa Karina Holla. (Amsterdan, Holanda)

OS AMIGOS DOS AMIGOS - Vencedor do 5º Cultura Inglesa Festival/SP, direção de Cássio Pires. (São Paulo, SP)

HELIÓPOLIS – NORDESTE – BRASIL – Ocupação da casa Maria José Garcia, no Ipiranga, para espetáculo da Cia. de Teatro de Heliópolis. Direção de Cris Lozzano. (São Paulo, SP)

 

INSTALAÇÃO CENOGRÁFICA PRAIA DE PAULISTA - realizada para o verão paulistano SESC Pinheiros. (São Paulo, SP)

PROJETO PROFISSÃO & ARTE – Projeto de criação de Figurinos e Adereços. Sesc Consolação. (São Paulo, SP)

 

PROJETO TRAMAS – Processo compartilhado de criação de cenografia e figurinos para o longa-metragem Rendas no Ar, reunindo retalhos, aviamentos, roupas antigas, objetos, memorabilia, saberes e experiências. Casa das Rendeiras. (Florianópolis, SC).

 

2010

 

LIVROARTE | LIVRO DE SABEDORIAS e ÁLBUM DAS AUSÊNCIAS, de Bukuritós Aruanda. (São Paulo, SP). 

 

INSTALAÇÃO CENOGRÁFICA INTERATIVA ÁRVORE DA VIDA - realizada a partir de reinserção de materiais de antigas exposições. SESC Pinheiros. (São Paulo, SP).

 

2009

 

INTERVENÇÃO URBANA WALLPAPER, de Bukuritós Aruanda. (São Paulo, SP).

INTERVENÇÃO URBANA RETIRE UM FOLHETO. (São Paulo, SP e Salvador, BA).

PERFORMANCE EU SAGRADO, de Bukuritós Aruanda. Edifício Copan. (São Paulo, SP).

ARQUEOLOGIA DA ROUPA reinvenção de materiais têxteis na criação de figurinos, objetos e cenários. Grupo XIX de Teatro, Vila Maria Zélia. (São Paulo, SP).

INSTALAÇÕES | INTERVENÇÕES PERFORMANCES, resultado de ações individuais e do Coletivo UAP: Casa de Oyá; Yemanjá no Tempo.

 

2008

 

PROJETO SACOLÓGICAS – sacolas ecológicas produzidas desde 2008, 100% a partir de

reaproveitamento de materiais. Integram o acervo do Museu A CASA - MUSEU DO OBJETO BRASILEIRO (http://www.acasa.org.br/).

RESIDÊNCIAS| PROJETOS | AÇÕES | PERFORMANCES| EXPOGRAFIA

© 2017 - UAP RESIDENCE

Realização